O que é Livro-reportagem
Veículo jornalístico impresso não-periódico contendo matéria produzida em formato de reportagem, grande-reportagem ou ensaio. Caracteriza-se por linguagem e procedimentos de angulação, captação, apuração, redação e edição nitidamente jornalísticos. Pela isenção de compromisso rigoroso com a periodicidade, com a atualidade e com as regras de produção da imprensa cotidiana, oferece muitas vezes um leque amplo de liberdades operacionais para o autor. Essas liberdades vão da escolha do tema ao estilo narrativo. O autor pode optar por um formato convencional de texto, seguindo os padrões do jornalismo convencional, ou preferir o padrão mais descontraído do jornalismo literário.
O livro-reportagem deve ser elaborado com técnicas aprimoradas de captação e narração, aproveitando-se do potencial que oferece para combinar a abordagem profunda de um tema com um texto envolvente, capaz de manter o interesse do leitor ao longo de toda a obra. Das categorias existentes, destacam-se no Brasil, nos últimos anos, os livros-reportagem denúncia, história, viagem e biografia. Entre os grandes autores brasileiros contemporâneos de livros-reportagem de sucesso encontram-se Ruy Castro, Fernando Morais, Zuenir Ventura. Em temas políticos, José Nêumane também registra uma produção interessante. No plano internacional, destacam-se Tom Wolfe, Norman Mailer, Eduardo Galeano, Dominique Lapierre, Larry Collins e Gabriel García Márquez.
A Intercom incentiva a produção de livros-reportagem como trabalhos de conclusão de cursos de graduação em Jornalismo, oferecendo prêmios anuais.

A seguir vocês poderão conferir e depois comentar alguns livros escritos por alunos dos 8°s semestres de Jornalismo da UNIP

Linha de frente - José Origenes Jr

A coisa está preta - Michelle Alexandrino