Recent Changes

Thursday, July 30

  1. 2:05 pm

Sunday, April 12

Wednesday, August 27

  1. 8:51 pm

Wednesday, March 26

Monday, December 17

  1. page Livros-Reportagem edited ... A seguir vocês poderão conferir e depois comentar alguns livros escritos por alunos dos 8°s se…
    ...
    A seguir vocês poderão conferir e depois comentar alguns livros escritos por alunos dos 8°s semestres de Jornalismo da UNIP
    Linha de frente - José Origenes Jr
    A coisa está preta - Michelle Alexandrino
    (view changes)
    4:57 pm
  2. page Linha de Frente - José Origenes Jr. edited ... Letras) e com o auxílio dos demais colegas operadores, pois sem os seus relatos e histórias, …
    ...
    Letras) e com o auxílio dos demais colegas operadores, pois sem
    os seus relatos e histórias, seria impossível concretizá-lo.
    PRIMEIROS PASSOS
    Conheci o serviço de telemarketing como profissão, há
    oito anos. Em 1999 eu estava com 18 anos - essa é a
    receita: ser jovem e sem experiência no setor, pois assim fica
    mais fácil para que a empresa preencha sua mente com a chamada
    cultura corporativa, sendo moldada de forma que considere mais
    rentável. Não possuía a menor noção de qual atividade prestaria
    nem o traje ao qual deveria usar. Enfim, coloquei a roupa adequada
    e o sapato emprestado do meu irmão - que me conseguira esta
    dinâmica -, pois trabalhava nessa mesma empresa, localizada no
    Centro Empresarial de São Paulo. A Socióloga e Professora da
    Unicamp Selma Venco4 afirma que:
    “A concentração de funcionários no callcenter ocorre na
    faixa etária entre 18 e 25 anos (a idade do primeiro emprego),
    e esta preferência decorre justamente da inexperiência
    profissional. Por não terem a vivência de mercado e
    desconhecerem as leis trabalhistas, os jovens se tornam presas
    fáceis para pressões psicológicas. Em caso de baixa
    produtividade, por exemplo, utiliza-se uma interpretação
    duvidosa da lei para forçar o profissional a pedir demissão
    e, assim, perder seus benefícios. Por outro lado, o início da
    carreira é um bom momento para formar o trabalhador
    conforme a dinâmica da empresa. Os mais experientes
    possuem vícios e malícias que podem atrapalhar”.
    A primeira dinâmica que realizei para exercer a função de
    operador de telemarketing foi concorrida com aproximadamente
    25 pessoas. Não foi muito extensa e havia 10 vagas. O processo
    restringiu-se a algumas perguntas sobre temas da atualidade (para
    4 VENCO, Selma. <http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/fevereiro2007/
    ju349pag04.html>. Acesso em: 02 maio 2007.
    Linha de frente - Os bastidores do telemarketing
    19
    avaliarem nosso ponto de vista), além de atividades em grupo.
    Recebi algumas dicas do meu irmão sobre como deveria responder
    à dinâmica. Não posso afirmar se este auxílio foi fundamental ou
    se o fato da minha inexperiência na função e juventude fez com
    que eu conseguisse a vaga.
    Antes de iniciar o atendimento na linha passamos por um
    treinamento de 30 dias (eu e os outros aprovados). Fazíamos
    simulações de atendimento para conhecer o sistema no qual iríamos
    trabalhar. Além disso, recebemos apostilas com orientações dos
    scripts e informações do produto e serviço que precisávamos
    conhecer. Nesse caso, tratava-se do atendimento receptivo aos
    clientes que possuíam cartão de crédito de um dos maiores
    supermercados atacadistas do mundo. Como era muito jovem e
    não tinha malícia, não percebi - depois de seis meses no
    atendimento – que outros operadores recém-contratados estavam
    “visitando” a central de atendimento e realizando escutas5 com o
    objetivo de conhecer a função na qual iriam exercer. A empresa
    em que eu trabalhava havia perdido a concorrência da
    administração desse cartão para outra empresa de callcenter e
    os novos operadores precisavam aprender como era feito o
    atendimento. Passei todas as instruções, ensinei as telas e as
    dúvidas mais freqüentes, preparando-os - sem que eu soubesse -
    para o exercício do atendimento que eu fazia.
    No início, só conseguia enxergar aquele ambiente como um
    lugar para se fazer novos amigos e aprender outras maneiras de
    ser feliz. Porém, o meio corporativo, particularmente da central
    de atendimento, me mostrou aos poucos que fazer brincadeiras
    no ambiente de trabalho ou esboçar alguma ação que não fosse
    pertinente ao trabalho não era visto com bons olhos pelos
    supervisores e por todos outros que estavam ali para administrar
    o callcenter. Por quê? Atrapalhava a produtividade. Esses
    administradores, responsáveis pelo
    controle na central de
    5 Trata-se da conexão a outro head-set (aparelho telefônico) ao seu com o objetivo de
    ouvir o seu atendimento.
    José Orígenes Barreto Júnior
    20
    atendimento (que não foram pagos para fazer brincadeiras),
    precisam ter foco no trabalho, por isso exigem dos operadores o mesmo
    nível de atenção, - conceito que remete aos ideais concebidos por
    Taylor, por meio de um novo modelo produtivo que impulsionou a
    lucratividade nas grandes fábricas do século XVIII.
    Segundo Rago e Moreira:6
    “Taylor7 estabelece que o operário não deve gerir tarefas e
    sim executá-las e aplica uma relação de obediência ao gerente
    (patrão, que fica responsável por todo processo criativo).
    Esta proposta hierárquica tem a finalidade de ganhar tempo
    no ambiente produtivo.Trata-se de um método que consistia
    em racionalizar a produção, ou seja, de possibilitar o
    aumento da produtividade do trabalho, economizando tempo,
    suprimindo gestos desnecessários e comportamentos
    supérfluos no interior do processo produtivo”.
    O RELÓGIO COMO INSTRUMENTO
    PRODUTIVO
    A utilização do relógio como ferramenta produtiva é um
    modelo de pensamento patronal concebido por Taylor que
    perdura até os dias atuais. No callcenter, o relógio é utilizado como
    um instrumento valioso para o controle corpóreo desses trabalhadores.
    A atividade do operador de telemarketing é regulada pelo relógio. A
    carga horária de seis horas tem pausa de cinco ou dez minutos para a
    “pausa banheiro”, período que varia de acordo com as normas de
    cada callcenter. Jamile (nome fictício), operadora de telemarketing
    de uma administradora de cartões de crédito, diz que são destinados
    6 RAGO, Luiza Margareth; MOREIRA, Eduardo F. P. O que é Taylorismo. São Paulo: Editora
    Brasiliense, 1996.
    7 Frederick Winslow Taylor (1856 – 1915). Engenheiro americano considerado o pai da Organização
    Científica do Trabalho. Aos 22 anos, decide-se pela profissão de engenheiro e inicia seus
    estudos como aprendiz numa pequena oficina da Filadélfia. Nos quatro anos seguintes, ele se
    torna sucessivamente chefe-ferramenteiro, segundo contramestre, contramestre, chefemecânico,
    diretor de pesquisa e, enfim, engenheiro-chefe das Usinas Midvale Steel Co.
    Simone Weil. RAGO. op. cit O que é Taylorismo. São Paulo: Editora Brasiliense, 1996.
    Linha de frente - Os bastidores do telemarketing
    21
    cinco minutos para a “pausa banheiro”. “Já ocorreu por diversas
    vezes da supervisora ir até o banheiro perguntar ao operador o que
    estava acontecendo. Essa situação sempre acontecia quando essa
    pausa excedia”, concluiu Jamile.
    Este mesmo intervalo de “pausa banheiro” foi o que levou a
    operadora de telemarketing Luciana (nome fictício) a contrair infecção
    urinária. “A empresa disponibilizava apenas cinco minutos para irmos
    ao banheiro e se você colocava esta pausa para, por exemplo, tomar
    um café, a supervisora perguntava porque você não estava no banheiro,
    se havia algum problema”, diz Luciana. “A maioria dos operadores
    não excedia essa pausa; controlavam e faziam regularmente os cinco
    minutos. Estava cansada daquele lugar, ainda bem que consegui ser
    demitida, pois não agüentava mais. Depois que saí da empresa pensei
    em processá-los, mas já passou tanto tempo, faz mais de dois anos, e
    pelo que sei, depois desse período não se pode mais processar a
    empresa”, concluiu Luciana.
    O emprego atual de Luciana (callcenter de um banco),
    disponibiliza 10 minutos para a utilização do banheiro. Há outras
    empresas de callcenter que disponibilizam o mesmo período,
    porém com marcação cerrada, normalmente controlada pelo
    supervisor. Toda ação é tomada para que o trabalhador não
    ultrapasse o período de pausa estipulado. O controle é exímio; se
    o operador ultrapassar alguns segundos da pausa estabelecida, já
    é motivo para ser chamada a atenção pela supervisão. Trabalhei
    no callcenter de uma TV por assinatura que exigia essa
    pontualidade britânica. Normalmente, a mesa do supervisor fica
    posicionada à frente da equipe de trabalho, colocada
    estrategicamente para observá-los e corrigir eventuais falhas.
    É comum observar o olhar atento dos supervisores ao
    relatório individual dos operadores disponibilizados em programas
    pelo computador, principalmente ao retornarmos para o posto de
    atendimento depois de alguma pausa. Ao passarmos próximo da
    mesa do supervisor, automaticamente ele observa o relatório de
    pausa. Caso o operador tenha ultrapassado este período, mesmo
    que por alguns segundos, recebe algum tipo de sinalização. Em
    José Orígenes Barreto Júnior
    22
    uma dessas ocasiões, fui solicitado a explicar ao supervisor porque
    havia ultrapassado em 1 segundo a “pausa banheiro”. Voltei ao
    posto de trabalho e incluí o sistema como disponível ao atendimento
    com exatos 10 minutos e 1 segundo. Já foi motivo para que o
    supervisor me chamasse para conversar sobre esta questão. Falou
    dos custos que a empresa possuía para manter um funcionário, os
    benefícios que havia em trabalhar naquele callcenter, tudo como
    resposta à cobrança exercida pela empresa para o cumprimento
    exato das pausas pelo operador e as demais normas que deviam
    ser seguidas à risca.
    A sensação, ao retornar para o posto de atendimento é que
    você fez algo de errado, vergonhoso. Os colegas em volta
    perguntam o que aconteceu, gerando constrangimento. Nesse
    callcenter, a maioria dos operadores possuía um relógio com
    cronômetro para controlar o período das pausas, ou seja, todos os
    passos fora do atendimento. Era comum observá-los com esses
    relógios, seja no punho, ou até mesmo pendurados no pescoço.
    Em Abril deste ano foi publicada uma norma
    regulamentadora (NR 17) que estabelece novos critérios para a
    questão relativa à organização do trabalho nas centrais telefônicas.

    (view changes)
    4:56 pm

Monday, November 19

  1. page Entrevista violeiro do sertão edited ... CHICO - A Musica caipira é sempre Maravilhosa,mas o quye vocês ouve nas rádio nào é musica cai…
    ...
    CHICO - A Musica caipira é sempre Maravilhosa,mas o quye vocês ouve nas rádio nào é musica caipira não... Cuidado pra não ser enganado
    Chico, então difencie para nós as músicas que tocam no rádio, passadas como caipira, para a verdadeira música caipira.
    CHICO _ é muito simples a musica do caipira é aquela que canta com a alma, com o coração nào tem público e nem plateia ós assistentes sào a lua, as estrelas e o pensamento na amada...e ná rádio não todo mundo quer ganhar algum dinheiro...essa é a diferença
    Chico,quando sua viola quebra você precisa ir muito longe para conserta-lá?
    CHICO - Olhe menino minha amada quebra não...ela as vezes arranha mas não quebra algumas vezes é bem verdade uma corda parte ai a gente faz outra
    Chico,como você define viver em Cordisburco?
    Chico - Para encerrar a nossa prosa Cordisburgo é o Sertão...
    e eu amo o sertão
    ENTREVISTA ENCERRADA

    (view changes)
    10:04 am

Friday, November 16

  1. page Entrevista violeiro do sertão edited ... CHICO - A Musica caipira é sempre Maravilhosa,mas o quye vocês ouve nas rádio nào é musica cai…
    ...
    CHICO - A Musica caipira é sempre Maravilhosa,mas o quye vocês ouve nas rádio nào é musica caipira não... Cuidado pra não ser enganado
    Chico, então difencie para nós as músicas que tocam no rádio, passadas como caipira, para a verdadeira música caipira.
    Chico,quando sua viola quebra você precisa ir muito longe para conserta-lá?
    Chico,como você define viver em Cordisburco?

    (view changes)
    1:22 pm

Thursday, November 15

  1. page Entrevista violeiro do sertão edited ... Chico, você é uma pessoa que tem a moda de viola pulsando em suas veias, o que você acha sobre…
    ...
    Chico, você é uma pessoa que tem a moda de viola pulsando em suas veias, o que você acha sobre o momento da música caipira no Brasil?
    CHICO - A Musica caipira é sempre Maravilhosa,mas o quye vocês ouve nas rádio nào é musica caipira não... Cuidado pra não ser enganado
    Chico, então difencie para nós as músicas que tocam no rádio, passadas como caipira, para a verdadeira música caipira.
    (view changes)
    5:43 pm
  2. 11:48 am

More